Deomar Bittencourt desde 1968.

Reproduzir vídeo

Tradição

Deomar Bittencourt não é apenas um nome: é uma marca de qualidade. Em 1968, quando o laboratório de análises clínicas foi inaugurado, nossa principal meta já era a qualidade dos serviços. Hoje, oferecemos aos clientes um ambiente em que a confiança e o respeito são respaldados pelos constantes investimentos em tecnologia e formação de profissionais capazes de manter nosso principal lema: a qualidade.

Nossa História

​Incentivado pelo pai médico, Dr. Deomar Bittencourt foi para o Rio de Janeiro aos 19 anos para cursar farmácia e bioquímica na UFERJ. No primeiro período da universidade, passou no concurso da SUSEME (Superintendência de Serviços Médicos) e foi contratado como Laboratorista do Departamento Nacional de Endemias Rurais. Durante esses quatro anos de serviço, especializou-se em parasitologia.

O Laboratório Deomar Bittencourt iniciou suas atividades em 1968, com especialidade em exames de fezes: uma raridade na época. Logo, os resultados começaram a aparecer e, em pouco tempo, passou a ser referência na área.

Após 14 anos realizando somente exames de fezes, com o aumento da demanda e a solicitação de grandes empresas para realização de outros exames, iniciou-se uma nova fase laboratorial.

Em 2001, a Sede foi transferida para Jardim Camburi, oferecendo aos clientes amplo espaço, excelente infraestrutura, estacionamento e aparelhos de alta tecnologia para análises clínicas. Nessa nova etapa, exames sofisticados passaram a ser terceirizados em laboratórios de renome internacional.

Constantemente, o Laboratório Deomar Bittencourt é avaliado pelo PNCQ (Padrão Nacional de Controle de Qualidade) e obtém conceito de Excelência há mais de 20 anos.

Visão

Sermos reconhecidos como referência em exames de análises clínicas, atuando com presença marcante na Grande Vitória por meio de infraestrutura moderna e profissionais competentes.

Missão

Promover a qualidade de vida e saúde, atuando com excelência, humanidade e sustentabilidade. Auxiliar aos médicos a atuarem de forma preventiva na determinação do diagnóstico e dos melhores tratamentos para os paciente, conquistando a confiança da sociedade.

Valores

Nossos serviços são norteados por condutas éticas, com respeito, solidariedade e integridade





" Citação de exempo para o Dr. Deomar Bittencourt. "
Deomar Bittencourt
Diretor geral

ÁCIDO FÓLICO (FOLATO)

Descrição:

O ácido fólico atua na maturação das hemácias e participa do processo de síntese de componentes dos ácidos nucleicos. A deficiência do ácido fólico é quase sempre consequência de ingestão insuficiente e esta presente em cerca de 1/3 de todas as mulheres grávidas, na maioria dos alcoólatras crônicos, nas pessoas que cumprem dietas pobres em frutas e vegetais e nas pessoas com distúrbios absortivos do intestino delgado. Pode estar falsamente elevado em casos de hemólise. Sua concentração pode estar reduzida com o uso de contraceptivo oral. Flutuações significantes ocorrem com a dieta e pode resultar num folato sérico normal em um paciente deficiente.

ÁCIDO ÚRICO URINÁRIO

Descrição:

Cerca de 70% do ácido úrico é eliminado pelos rins. Esta dosagem é útil em pacientes com cálculos urinários para identificação daqueles com excreção urinária de urato aumentada. Álcool causa diminuição do urato urinário.

ALBUMINA

Descrição:

Marcador de desordens do metabolismo proteico (nutricional, síntese reduzida, perda aumentada), avaliação de status nutricional, pressão oncótica sanguínea, doença renal com proteinúria e outras doenças crônicas.

ÁCIDO ÚRICO

Descrição:

Importante no diagnóstico de gota, já que o acúmulo do ácido úrico nas articulações e tecidos é o que define essa enfermidade. Pode estar aumentado também em outras alterações clínicas como insuficiência renal, etilismo, cetoacidose diabética, psoríase, pré-eclampsia, dieta rica em purinas, neoplasias, pós- quimioterapia e radioterapia, uso de paracetamol, ampicilina, aspirina (doses baixas), didanosina, diuréticos, beta-bloqueadores, dentre outras drogas.

ÁCIDO LÁTICO – LACTATO

Descrição:

Para ajudar a detectar condições de hipoxia e outras que causam produção excessiva ou depuração insuficiente de lactato no sangue.

ÁCIDO FÓLICO (FOLATO)

Descrição:

O ácido fólico atua na maturação das hemácias e participa do processo de síntese de componentes dos ácidos nucleicos. A deficiência do ácido fólico é quase sempre consequência de ingestão insuficiente e esta presente em cerca de 1/3 de todas as mulheres grávidas, na maioria dos alcoólatras crônicos, nas pessoas que cumprem dietas pobres em frutas e vegetais e nas pessoas com distúrbios absortivos do intestino delgado. Pode estar falsamente elevado em casos de hemólise. Sua concentração pode estar reduzida com o uso de contraceptivo oral. Flutuações significantes ocorrem com a dieta e pode resultar num folato sérico normal em um paciente deficiente.